Navegue por categorias
Navegue por marcas
Sobre o Comparaí
O Comparaí é mais do que um comparador de preços, é uma ferramenta para que o consumidor possa comprar na internet sem preocupação. Além de mostrar sempre o menor preço, no Comparaí só entram lojas confiáveis e que tenham um elevado nível de atendimento ao consumidor.
Por isso, antes de comprar, Comparaí e encontre o menor preço de celulares notebooks, TVs, micro-ondas, geladeira, fogão, ar-condicionado e o que mais tiver em mente.
Bem-vindo ao lugar certo se você quer comparar preços e comprar com segurança!

Smartphone Motorola Moto G6

Histórico de preço (R$)
Descrição do produto
O Moto G6 traz visual renovado, câmera dupla e bateria atualizada em relação à geração anterior. É um dos smartphones intermediários mais procurados do mercado!
Avaliação do Especialista
Imagem de Rafael
Rafael 20/01/20

A Motorola atualizou a linha G de seus smartphones para a sua sexta geração em 2018 e, olhando por fora, muita coisa mudou. Por dentro, as diferenças não são tão visíveis assim. Testamos o aparelho por algum tempo e deixamos nossa impressão a seguir.

Indicado para uso


Estrutura e tela

A primeira coisa que chama a atenção no Moto G6 é a tela. A Motorola embarcou na onda da proporção 18:9 e a aplicou até no modelo básico. É claro que, para isso acontecer, tivemos redução nas bordas e um visor mais estreito. O resultado é bem positivo, entretenimento e jogos podem ser bem aproveitados sem limitações.

A qualidade da tela é  a mesma do Moto G5S, última versão da quinta geração da linha G da Motorola. Isso significa que ela não fica para trás de modelos concorrentes da Samsung, LG e Asus, apresenta o bom ângulo de visão esperado do IPS e tem brilho satisfatório mesmo para uso em ambiente externo. As cores agradarão à maioria dos usuários, mas é bom destacar que há diferentes configurações que poderão deixar as imagens do seu agrado.

A estrutura do smartphone também sofreu mudanças. A traseira agora é toda de vidro, outra tendência de aparelhos mais caros que a Motorola adotou no Moto X4 e indica que irá seguir em outras linhas. Apesar de atrair bastante marcas de dedo e ser mais frágil que o metal tradicional, o material torna o smartphone mais bonito e parecido com modelos mais caros.

A pegada do Moto G6 é boa, apesar das 5.7 polegadas. Ele é bem compacto e pode ser usado para boa parte das tarefas com apenas uma mão. O leitor biométrico na frente poderia ser maior, é verdade, se a fabricante tivesse optado por deixar seu logotipo restrito à parte traseira, no entanto a leitura de digitais funciona bem e não é menos eficiente que a de smartphones com leitores maiores.


Desempenho e interface

Falaremos primeiro da interface dessa vez. O Moto G6 vem de fábrica com Android 8.0 Oreo no que a Motorola chama de "Android puro". O sistema realmente vem com pouco bloatware (aplicativos indesejados) e mesmo aqueles que a empresa adiciona são bem úteis, como o app Moto, que conta com diversas funções como gestos que complementam o uso e já são bem conhecidos pelos usuários dos celulares da Motorola.

O Moto G6 conta com especificações bem básicas, processador Snapdragon 450 e 3 GB de RAM, mas seu desempenho nas tarefas diárias é satisfatório. Durante a navegação em redes sociais, assistindo vídeos no YouTube e Netflix e utilizando o Google Chrome o aparelho não apresenta qualquer travamento ou lentidão nas animações, tudo é muito fluido.

Jogos básicos como Subway Surfers e Candy Crush também rodam sem qualquer problema no aparelho. Games mais pesados como Final Fantasy XV Pocket Edition e PUBG podem não rodar tão bem, mas nada que algumas configurações nos gráficos não resolvam. No geral, os jogos procurados por quem utiliza um smartphone mais básico serão executados de forma satisfatória.

No entanto, quando há muitos aplicativos abertos o Moto G6 mostra a limitação da memória RAM e apresenta lentidão de alguns segundos para reconhecer toques do usuário e trocar de um app para outro. Se você é alguém que utiliza muitos aplicativos ao mesmo tempo, incluindo redes sociais e jogos que costumam consumir um pouco mais de memória, talvez seja melhor optar pelo Moto G6 Plus ou um smartphone superior. Quanto mais aplicativos abertos, mais lento o intermediário da Motorola aparenta ser.

Armazenamento interno

Embora outras marcas já ofereçam intermediários com 64 GB de armazenamento interno, a Motorola limitou-se a deixar o Moto G6 com 32 GB. Embora pareça pouco para os padrões atuais, a empresa fez um bom trabalho ocupando pouco espaço com o sistema operacional e deixando mais de 70% do armazenamento disponível para o usuário.

Vale lembrar que o Moto G6 suporta cartão microSD de até 256 GB para expandir o armazenamento. No entanto, o cartão não tem slot dedicado: será necessário sacrificar um dos dois chips para utilizá-lo.

Bateria do Moto G6

O Moto G6 tem um pouco mais de bateria em relação ao Moto G5 e a mesma quantidade do Moto G5S. No uso diário, a autonomia é a mesma. Com uso básico a autonomia chega a 10 horas, o que garante carga por pelo menos um dia. Já sob uso moderado, a carga tende a durar um pouco menos, aguenta todo o horário do expediente, mas deverá ser recarregada no início da noite.


Câmeras

O Moto G6 possui câmera dupla de 12 megapixels + 5 megapixels, mas a sua segunda câmera tem funcionalidade um tanto diferente: ela serve apenas para desfoque do segundo plano. Não temos função de zoom ou algo do tipo, como em outros aparelhos com câmera dupla. Felizmente, o efeito bokeh funciona bem, não embaça o objeto ou pessoa e desfoca o fundo de maneira satisfatória.

A qualidade das fotos é boa. Durante o dia temos bom balanço de branco e cores bem saturadas. A quantidade de detalhes em locais bem iluminadas agradará a quem gosta de tirar fotos em ambiente externo.

Durante a noite, porém, o resultado é outro. O ruído é facilmente percebido em qualquer fotografia, mas isso não as torna descartáveis. A câmera traseira do Moto G6 está dentro da média da sua categoria em termos de qualidade.

Conexões e recursos

O Moto G6 tem entrada USB-C com suporte a carregamento rápido e também mantém o conector 3,5 mm para fones de ouvido. Além dos sensores como giroscópio, proximidade, acelerômetro e bússola, o smartphone conta com Bluetooth 4.2 e rádio FM. A proteção do modelo é apenas contra respingos d'água.

Infelizmente, só temos NFC no modelos Plus da 6ª geração do Moto G. Não será possível fazer pagamentos com o smartphone utilizando os intermediários básicos Moto G6 e Moto G6 Play.

Preço do Moto G6

O preço de lançamento do Moto G6 era de R$ 1.299, mas já é possível encontrá-lo por bem menos. O smartphone vem para substituir o Moto G5S, que já começou a desaparecer das lojas, e deverá ser uma boa opção de compra em promoções de celulares no segundo semestre de 2018.

Conclusão: O Moto G6 é bom?

O Moto G6 é um bom smartphone para uso no dia a dia. Se você é alguém que costuma jogar jogos simples ou não utiliza grande quantidade de aplicativos ao mesmo tempo, terá as expectativas atendidas. O desempenho é bom para uso moderado e a bateria poderá durar quase um dia inteiro.